Dazideia
Conectando pessoas, empresas e ideias inovadoras!
Menu

Sua voz é você: 5 dicas para uma comunicação mais autêntica por meio da voz.

Por: Teresa Pesenti

Quantas mensagens em viva voz você já trocou hoje?
Em quantas você conseguiu o que queria usando a voz conscientemente a seu favor?
Você já parou para escutar sua voz?
Já se questionou se você usa sua voz com todo potencial que ela oferece?

Poucas pessoas dão à sua voz a atenção e o cuidado que ela merece e talvez seja esta uma das razões pela qual é difícil expressar claramente o que se quer. Quando se trata de comunicar, tanto o conteúdo quanto a forma são relevantes.

Sabe-se que a maneira de organizar e expor ideias mostra dados da formação sociocultural do falante. Entretanto, é importante esclarecer que o modo como se fala também revela muito sobre a personalidade de cada indivíduo. O grande laringologista brasileiro Pedro Bloch já dizia: “A voz é a expressão sonora da personalidade”. Isso quer dizer que a voz, além de sua sonoridade, é carregada de conteúdos que descortinam o interior de quem fala.

É certo também que assim como se é afetado por comportamentos e atitudes de outras pessoas, a voz causa impressão no ouvinte, seja ela positiva ou negativa. Este fato pode ser decisivo no momento de se aproximar de alguém, ganhar sua confiança e fazer acordos e parcerias.

Quando se está trabalhando em equipe, vendendo um produto ou serviço é necessário que se transmita confiança, fazendo com que os parceiros percebam os valores envolvidos, o ganho agregado, os resultados esperados e o alcance que aquela ação pode gerar. Se a voz não acompanhar a intenção da mensagem haverá uma quebra de credibilidade e o processo pode não ser realizado.

O termo “impressão digital” da voz é utilizado para denominar a particularidade que cada indivíduo possui em relação à sua emissão sonora. Com ela formamos uma imagem vocal que irá impactar diretamente o interlocutor em um processo de comunicação. Por exemplo: pessoas com vozes fracas e queda de energia no final da frase podem parecer inseguras; vozes apertadas na garganta podem passar uma imagem de excesso de tensão e estresse do falante; já a voz clara com tendência aos tons mais graves, que se espalham livremente no espaço pertencem a indivíduos que exercem liderança. Seguros de si, tem grande facilidade para criar adesão às suas ideias, e a qualidade de sua voz colabora para isso.

Como melhorar a sonoridade da própria voz?

Mesmo sabendo que a voz sofre influências de fatores culturais, ambientais, físicos e emocionais ao longo da vida é possível modificá-la em qualquer etapa da existência. Pessoas que buscam o aprimoramento pessoal e profissional podem e devem começar a perceber e a trabalhar sua voz para chegar a uma expressão mais autêntica de si. 

Pensando na importância da voz, alguns pontos que podem ajudar a criar o caminho para a liberação vocal devem ser observados:

1) Observe como as pessoas falam: Um bom comunicador atua positivamente em muitos aspectos de sua expressividade.

Observe o que funciona e o que não funciona. Quando uma voz é agradável? Em quais situações ela fica forte? Como um determinado palestrante, ator, locutor articula as palavras? Qual é a qualidade vocal dos líderes que você admira?

2) Escute as mensagens por trás das palavras: É possível escutar vozes e identificar muitos aspectos do interlocutor mantendo a atenção nas mensagens que estão atrás das palavras.

A face de uma pessoa pode ser alegre e sua fala inexpressiva, denotando que algo não vai bem, por exemplo.

3) Escute a melodia de cada pessoa: Cada indivíduo cria uma linha melódica na sua fala e se essa linha fosse transposta para uma pauta musical, seria possível criar tantas músicas quanto o número de pessoas existentes neste mundo.

Quando se começa a escutar essas melodias, entra-se em nível de conhecimento mais profundo das particularidades de cada um e as chances de entender nosso interlocutor, e melhorar a própria melodia para que ela soe em maior consonância com o que se quer dizer, aumentam consideravelmente.

4) Faça as mesmas observações em si mesmo: uma vez tendo aprofundado o conhecimento sobre a sonoridade das pessoas com as quais se convive, é chegado o momento de escutar a si próprio, percebendo todas as variações vocais feitas em diferentes momentos. Assim, será possível achar um caminho para se chegar a uma sonoridade autêntica e que seja mais funcional do ponto de vista da comunicação.

E por último, valorize um movimento muito conhecido de nosso organismo que ajuda a soltar a voz.

5) Boceje livremente: o bocejo libera a musculatura interna da boca que é um importante amplificador da voz. Bocejar várias vezes ao dia, proporciona maior oxigenação ao corpo e ajuda a dar brilho e projeção à voz. Lembre-se sempre da seguinte frase: Nunca desperdice um bocejo!

Este conteúdo será aprofundado na Jornada da Autenticidade, onde o autoconhecimento e desenvolvimento de liderança, rumo a um propósito verdadeiro, ajudará cada um a entrar em consonância com seus valores mais autênticos para reverberar uma voz livre em um mundo melhor.

 

Teresa Pesenti é fonoaudióloga, educadora, especialista em voz e metodologias teatrais, facilitadora na área de comunicação e expressividade.